No mês de junho de 2010, durante o Salão FNLIJ do Livro para crianças e jovens, conheci o “Confraria Reinações” – um grupo de autores, professores, estudantes e interessados, que se encontra uma vez por mês, numa livraria de Porto Alegre, para ler e discutir literatura infantil e juvenil. Encantada com a proposta, me tornei a organizadora e coordenadora dos encontros do “Confraria Reinações Carioca” –grupo de leitura de literatura infantil e juvenil que teve encontros mensais de junho de 2010 a junho de 2012, na Biblioteca Popular Municipal de Botafogo.

A partir desta vivência, e somando minhas experiências como escritora, ilustradora e leitora apaixonada de literatura infantil e juvenil, comecei a ministrar algumas oficinas sobre LIJ para grupos interessados, principalmente professores.

Minha estréia aconteceu durante o Seminário Interno do CEPAENI – Oficina do Fazer (escola de proposta construtivista localizada em Nova Iguaçu/ RJ), em fevereiro de 2012, quando ministrei o workshop “Aprimorando o olhar para a leitura de imagens” para as professoras e a equipe pedagógica da escola. Meus sinceros agradecimentos pela oportunidade de descobrir a paixão pelo exercício que enriquece a todos: o compartilhar conhecimento!

Abaixo, mais informações sobre estas experiências e suas propostas.

Lendo livros por inteiro: texto + imagens + projeto gráfico

Oficina de qualificação de leitores, professores e mediadores de leitura para o trabalho com  livros de literatura infantil e juvenil. Como ler e usufruir do livro em todas as suas linguagens: ilustração, projeto gráfico e texto. E, como aproveitar todos os seus recursos na leitura e/ou na contação de histórias.

O que é ler? As diferentes formas de ler. 

O que é um texto literário? O que caracteriza a literatura para crianças e jovens?
Um pouco da história da ilustração e análise de diferentes técnicas, materiais e estilos. 
O caráter narrativo das ilustrações e as possíveis relações entre o texto e as imagens nos livros.
O que é projeto gráfico.  Quais são os elementos que compõem o projeto gráfico de um livro para crianças. Recursos gráficos e livro brinquedo. Livros de imagem.

Ciclo de palestras: Literatura sem tatibitates

O Ciclo de Palestras “LITERATURA INFANTO JUVENIL SEM TATIBITATES” visa reunir pais, profissionais do livro e da educação, leitores e mediadores de leitura para apresentar um pouco da vida e da obra de importantes autores de literatura nacional que, escrevendo com qualidade, sem subestimar a linguagem e o potencial dos pequenos e jovens leitores, construíram uma obra rica e vasta para todas as idades.

Dividido em quatro encontros temáticos:

1. "Com as raízes no teatro". Quatro autoras de literatura para crianças e jovens que tem como forte característica em sua obra o trabalho para o teatro

2. "Das páginas dos jornais para os livros". Quatro autores que trabalham ou atuaram de maneira marcante no jornalismo nacional e também escreveram importantes obras para crianças e jovens

3. "Poesia sem forma nem fórmula". Quatro poetas de estilos bem diversos que escreveram para os jovens leitores

4. "Das imagens para as letras, caminho de mão dupla". Quatro conhecidos ilustradores, que começaram a carreira trabalhando com imagens e hoje se tornaram reconhecidos escritores de literatura para crianças e jovens.

O projeto “SOPA DE LETRINHAS” visa reunir, mensalmente, profissionais do livro e da educação, leitores e mediadores de leitura, interessados em debater a produção literária voltada às crianças e aos adolescentes – seu espaço e importância na formação de público leitor e seu caráter de Arte, a produção dos principais autores ( de texto e imagem) nacionais para este público e diferentes possibilidades de abordagem, discussão, multiplicação e desdobramentos destas leituras com as crianças e os jovens.  

Grupo de leituras  SOPA DE LETRINHAS:

Oficinas de livre expressão em desenho:

Oficina voltada para crianças com idade entre oito e doze anos que tem por objetivo estimular a criação e o desenvolvimento de desenhos mais expressivos e livres de preconceitos visuais e esteriótipos.

Crianças pequenas se expressam livremente em seus traços, cores e garatujas, sem preocupações com lógica, perspectiva, luz, sombra, estilo e fidelidade em representar o objeto/ figura/ cenário real. À medida que crescem desenvolvem senso crítico e alguns preconceitos imagéticos que lhes tolhe a liberdade de expressão ao ponto de abandonarem o desenho. Essa oficina busca derrubar a ideia de que existe certo e errado em desenho, permitindo que as crianças conservem sua capacidade de “ver” o mundo e de se expressar de forma livre e diversa, fugindo dos esteriótipos e padrões. 

Oficina de leitura de livros de imagens:

Visando criar o vínculo com o livro desde a tenra infância, ainda bem antes da alfabetização, proponho, nesta oficina, para professores e mediadores de leitura, trabalhar com os livros sem texto, ou seja, os livros de imagens para desenvolver nos pequenos as habilidades do olhar, da interpretação, da capacidade de conectar informações e compor uma narrativa oral criando histórias e possibilidades sem limite definido do que seria o modo “correto” de contar a história.

  • Curta minha página no FACE!
  • Me siga no INSTAGRAM!
  • Visite meu BLOG!
  • Me escreva!