segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Marina Colasanti


Empolgada e trabalhando arduamente para escrever minicontos para jovens.
Leio, leio, leio muito. E deixo registrado aqui um dos meus favoritos:
o prólogo do livro Contos de Amor Rasgados, da maravilhosa Marina Colasanti.


**********************************

Enfim, um indivíduo de idéias abertas

A coceira no ouvido atormentava. Pegou o molho de chaves, enfiou a mais fininha na cavidade. coçou de leve o pavilhão, depois afundou no orifício encerado. E rodou, virou a pontinha da chave em beatitude, à procura daquele ponto exato em que cessaria a coceira.
Até que, traque, ouviu o leve estalo e, a chave enfim no seu encaixe, percebeu que a cabeça lentamente se abria.
*****************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário